História do esporte no sertão brasileiro: memória, poder e esquecimento = Historia de los deportes en el sertão brasileño: memoria, poder y olvido = History of sports in the brazilian sertão: memory, power and oblivion

Cleber Dias
Texto completo: PDF (Português (Portugal))

Resumen


La historiografía brasileña del deporte ha crecido considerablemente en los
últimos años. En este proceso, llama atención la ausencia casi completa de estudios
sistemáticos sobre la historia del deporte en algunas regiones del país, que es conocido
por ser de dimensiones continentales. Tenga en cuenta, particularmente, la ausencia de
trabajos acerca de un territorio amplio y geográficamente impreciso llamado “sertão” o
“hinterland”. A partir del estudio de la historia del deporte en Goiás, este trabajo
reflexiona sobre los efectos de esta brecha teórica e historiográfica.

Resumo: A historiografia brasileira do esporte tem crescido bastante nos últimos anos.
Nesse processo, chama atenção a ausência quase absoluta de quaisquer reflexões
sistemáticas sobre a história do esporte em determinadas regiões do país, que tem,
sabidamente, dimensões continentais. Nota-se, particularmente, a ausência de trabalhos
sobre um amplo e geograficamente impreciso território chamado sertão ou hinterland. A
partir do estudo da história do esporte em Goiás, este trabalho, então, reflete sobre os
efeitos teóricos e historiográficos dessa lacuna.

 

Abstract: The Brazilian historiography of the sport has grown considerably in recent
years. In this process, calls attention the almost complete absence of any systematic
reflections about the sport history of some regions of the country, which is known to be
of continental dimensions. Note, particularly, the absence of works regarding of a broad
and geographically inaccurate territory called “sertão” or hinterland. From the study of
the history of sport in Goiás, this paper reflects about the effects this theoretical and
historiographical gap


Palabras clave


esporte; história; Goiás; Brasil. deporte; historia; Goiás; Brasil. sport; history; Goiás; Brazil.

Referencias


BOURDIEU, P. A Distinção: critica social do julgamento. Porto Alegre / São Paulo: Zouk /

EDUSP, 2007.

BORGES, B. G. O despertar dos dormentes: estudo sobre a Estrada de Ferro de Goiás e seu

papel nas transformações das estruturas regionais, 1909-1922. Goiânia: Cegraf, 1990.

BRETAS, G. F. História da Instrução Pública de Goiás. Goiânia: Cegraf / UFG, 1991.

CARVALHO, J. M. de. D. João e as histórias dos Brasis. Revista Brasileira de História, São

Paulo, vol.28, n. 56, p. 551-572, 2008.

CHAUL, N. F. Caminhos de Goiás: da construção da decadência aos limites da modernidade. 2

ed. Goiânia: Ed. da UFG, 2010.

COSTA, S. Desprovincializando a sociologia: a contribuição pós-colonial. Revista Brasileira de

Ciências Sociais, São Paulo, vol. 21, n. 60, p. 117-133, Fev. 2006.

DIAS, C. Vaca longa: repensando a historiografia brasileira do esporte a partir do surfe na

Bahia. Recorde, vol. 4, n. 2 , 2011.

FRANZINI, F. Esporte, cidade e modernidade: São Paulo. In: MELO, V. (Org.). Os sports e as

cidades brasileiras: transição dos séculos XIX e XX. Rio de Janeiro: Apicuri / Faperj, 2010,

p. 49-70.

GARCIA, L. F. Goyaz: uma província do sertão. Goiânia: Ed. da PUC GO / Cânone, 2010.

GODOI, A. Do meu tempo. Goiânia: Imprensa da UFG, 1969.

GOELNER, S. e MAZO, J. Esporte, cidade e modernidade: Porto Alegre. In: In: MELO, V.

(Org.). Os sports e as cidades brasileiras: transição dos séculos XIX e XX. Rio de Janeiro:

Apicuri / Faperj, 2010, p. 168-192.

GOODY, J. O roubo da história: como os europeus se apropriaram das idéias e invenções do

Oriente. São Paulo: Contexto, 2008.

GUARINELO, N. L. Balanço geral. In: JANCSÓ, I. (org.). Brasil: formação do Estado e da

Nação. São Paulo: Hucitec / Unijuí / Fapesp, 2003.

HOLT, R. Sport and the British: a modern history. Oxford: Claredon, 1992.

HOWELL, C.; LEEWORTHY, D. Borderlands. In POPE, S. W; NAURIGHT, J. (eds.).

Routledge companion to sports history. New York: Routledge, 2009, p. 71-84.

IANNI, O. A idéia de Brasil moderno. 3 reimp. São Paulo: Brasiliense, 1992.

LIMA, N. T. Missões civilizatórias da República e interpretação do Brasil. História, Ciências,

Saúde-Manguinhos, Rio de Janeiro, vol.5, suppl., p. 163-193, 1998.

LINHALES, M. A escola e o esporte: uma história de práticas culturais. São Paulo: Vozes,

MAGALHÃES, S. M. de. Hospital de Caridade São Pedro de Alcântara: assistência e saúde em

Goiás ao longo do século XIX. História, Ciências, Saúde-Manguinhos, Rio de Janeiro, vol.

, n. 3, p. 661-83, set.-dez. 2004.

MARCÍLIO, M. L.. Crescimento da população brasileira até 1872. Cadernos Cebrap, n. 16, p.

-26, 1973.

MARTINS, D. Esporte - um mergulho no tempo. São Luís: SIOGE, 1989.

MASCARENHAS, G. A via platina da introdução do futebol no Rio Grande do Sul. Lecturas,

Buenos Aires, año 5, n. 26, oct. 2000. Disponível em: http://www.efdeportes.com/. Acesso

em 12 jan. 2012.

McCREERY, D. Frontier Goiás, 1822-1889.Califórnia: Stanford University Press, 2006.

MCLENNAN, G. Sociology, eurocentrism, and postcolonial theory. European Journal for

Social Theory, vol. 6, n. 1, p. 69-86, 2003.

MELLO, E. C. de. A festa da espoliação. Jornal do Commercio, Pernambuco, 22 de janeiro de

MELO, V. (Org.). Os sports e as cidades brasileiras: transição dos séculos XIX e XX. Rio de

Janeiro: Apicuri / Faperj, 2010.

MELO, V. Cidadesportiva: primórdios do esporte no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Relume-

Dumará / Faperj, 2001.

MONTEIRO, O. S. do N. Remiscências: Goiás d’antanho, 1907-1911. Goiânia: Oriente, 1974.

MUNSLOW, A. Desconstruindo a história. Rio de Janeiro: Vozes, 2009.

PEREIRA, L. A. de M. Footballmania: uma história social do futebol no Rio de Janeiro, 1902-

Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2000.

PUTNEY, C. Muscular Christianity: manhood and sports in Protestant America, 1880-1920.

Cambridge: Harvard University Press, 2001.

RAFAEL, V. L. Regionalism, Area Studies, and the Accidentes of Agency. American

Historical Review, vol. 104, n. 4, p. 1208-1220, oct. 1999.

RAMOS, C. Catalão de ontem e de hoje: curiosos fragmentos de nossa história. Catalão: Kalil,

REBELLO, P. X. Usos e costumes de Goiás: estudos e interpretação de 1900-1980. Goiânia:

Gráfica e Editora Líder, 1987.

RIESS, S. City games: the evolution of American urban society and the rise of sports. Chicago:

University of Illinois Press, 1989.

RODRIGUES, M A. A. Esporte, cidade e modernidade: Belo Horizonte. In: MELO, V. (Org.).

Os sports e as cidades brasileiras: transição dos séculos XIX e XX. Rio de Janeiro: Apicuri /

Faperj, 2010, p. 97-130.

SAID, E. W. Orientalismo: Oriente como invenção do Ocidente. 2. ed. São Paulo: Companhia

das Letras, 2007.

SHARPE, H. A história vista de baixo. In: BURKE, Peter (org.). A escrita da história: novas

perspectivas. São Paulo: Unesp, 1992, p. 39-62.

SILVA, F. C. T. da. Futebol: uma paixão coletiva. In:

SILVA, F. C. T. da; SANTOS, R. P. dos

(Orgs.). Memória social dos esportes – futebol e política: a construção de uma identidade

nacional. Rio de Janeiro: Mauad / Faperj, 2006, p. 15-32.

TORRES, C. R. South America. In: POPE, S. W; NAURIGHT, J. (eds.). Routledge companion

to sports history. New York: Routledge, 2009, p. 553-569.

VIANNA, F. L. B. Boleiros do cerrado: índios xavantes e o futebol. São Paulo: Annablume /

Fapesp / ISA, 2008.

WILLIAMS, R. Cultura. São Paulo: Paz e Terra, 1992.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Materiales para la Historia del Deporte
http://polired.upm.es/index.php/materiales_historia_deporte 
e-ISSN: 2340-7166